Menu

31 3833-5202 | 31 3833-5149

Noticias

Alunos do Parlamento Jovem se reúnem para Plenária Regional

Alunos do Parlamento Jovem se reúnem para Plenária Regional

 

Nessa terça-feira, 13, os alunos do Polo Metropolitano II do Parlamento Jovem Minas se reuniram na cidade de Conceição do Mato Dentro para a Plenária Regional do projeto. No encontro, os estudantes das cidades de São Gonçalo do Rio Abaixo, João Monlevade, Itabira, Catas Altas, Conceição do Mato Dentro, Sabinópolis e Alvorada de Minas discutiram e aprovaram 6 propostas que serão levadas a Plenária Estadual em Belo Horizonte entre os dias 18 a 20 de setembro.

Este ano, o tema trabalhado pelo PJ é “Discriminação Étnico Racial”, dividido em 3 subtemas: Desigualdades Socioeconômicas; Violência por motivo étnico racial e Direito as Identidades e à Diversidade Cultural.  

Durante o primeiro semestre os jovens se reuniram para discutir o tema e participaram de trabalhos de grupo, palestras, dinâmicas entre outros. Cada cidade realizou sua plenária com o objetivo de votar as melhores propostas. Depois, juntos, os jovens priorizaram 6 matérias escolhidas na plenária dessa terça.

Na oportunidade, foram escolhidos 9 estudantes do Polo para representar os jovens na Plenária Estadual. De São Gonçalo, os alunos escolhidos foram Luan Henrique dos Santos e Lucas Afonso Magalhães. Eles irão se encontrar novamente no dia 12 de setembro na cidade de Alvorada de Minas para estudar as propostas que serão levadas a Plenária Estadual.

Ao final da Plenária Regional os estudantes escolheram um tema para levar a votação na Plenária Estadual. O assunto escolhido pelos jovens foi “Inserção do Jovem no Mercado de Trabalho”. A proposta será votada com todos os jovens participantes do projeto.

 

 

PROPOSTAS PRIORIZADAS NA PLENÁRIA REGIONAL

 

- SUBTEMA 1: DESIGUALDADES SOCIOECONÔMICAS

 

 

  • Criação de feiras de empreendedorismo em regiões periféricas, com classificação para melhor marketing, ideia mais inovadora, além de cursos aos vencedores e isenção fiscal às empresas patrocinadoras.

 

  • Ampliação da rede de urgência e emergência, que garante que 90% da população deva ter acesso a um dos pontos de atenção da rede com o tempo máximo de 1 hora, seja esse ponto de atenção fixo ou móvel.

 

 

 

- SUBTEMA 2: VIOLÊNCIAS POR MOTIVO ÉTNICO-RACIAL

 

 

  • Impedir que o indivíduo que tenha histórico de agressão por motivo étnico-racial assuma cargos comissionados.

 

  • Criação de um setor nas delegacias de polícia civil e federal para investigação de crimes culturais e delitos de intolerância, bem como a ampliação do disque 156 (canal telefônico especializado em denúncias raciais).

 

 

 

SUBTEMA 3: DIREITOS ÀS IDENTIDADES E À DIVERSIDADE CULTURAL

 

 

  • Parceria do governo com instituições solidárias e com OSCIPs para criação do projeto “afro educando”, que tem como objetivo trabalhar nas disciplinas de humanas transversalmente, através de atividades recreativas para empoderamento dos cidadãos.

 

  • Criação da fundação VIVER (entidade de suporte às vítimas de violência étnico-racial) com tratamento psicológico, capacitação profissional, atividades esportivas, jogos, estudos, alimentação balanceada e atividades que promovam o conhecimento e o autoconhecimento da cultura brasileira oferecendo também atendimento jurídico aos possíveis casos.

 

 

RUA HENRIQUETA RUBIM, 280, BAIRRO NITERÓI
SÃO GONÇALO DO RIO ABAIXO | 31 - 3833 5202 | 31 - 3833 5149

FALE CONOSCO | WEBMAIL
© 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS